27.6.05

Devaneios de uma Mente Obcecada

Star Wars (IV, V e VI)

1977, 1980 e 1983
George Lucas

George Lucas apenas dirigiu Star Wars (Uma Nova Esperança), os outros dois foram dirigidos por Irvin Kershner e Richard Marquand respectivamente. Estrelando Mark Hamill como Luke Skywalker, Carrie Fischer como Princesa Leia e Harrison Ford como Han Solo.

Bom, finalmente assisti os antigos Star Wars... E está confirmado, eu nunca tinha assistido antes nadica de nada. Sou um dos poucos exemplares do planeta que assistiu a histótia toda na ordem. E digo. Sou fã de George Lucas, sou fã de Star Wars, sou fã de Darth Vader.

Primeiras impressões:

- Que história curtinha! Pra quem está acostumado com a história da vida do Anakin, a história do Luke acaba rápido d+! Quando começa Uma Nova Esperança, parece que 15min. depois o filme acaba!

- O que significa aquele Yoda maluquinho pulando na mochila do Luke e brigando por uma lanterninha? “-É meu! –Não, é meu!...” Mas depois cheguei a conclusão que depois de mais de 15 anos vivendo completamente só no meio de um pântano, acho que o mestre Yoda tem o direito de perder uns parafusinhos.

- Que efeitos especiais BONS! Nossa, pra época, eu estava esperando um coisa no estilo Super Homem.

- Não sei se é porque todo mundo sempre me falava que O Retorno de Jedi é muito ruim, mas eu gostei bastante. O final entre o Luke e o Darth Vader já vale o box inteiro! E os Ewoks nem são tãão ruins assim...

- O Império Contra-Ataca é maravilhoso!! “–I am your father!”


Eu assisti todos no mesmo dia. Me apaixonei ainda mais pelo C-3PO e, principalmente, pelo R2-D2. Que robozinho safado! Mas não consegui ligar que o Anakin e o Darth Vader eram a mesma pessoa. Pra mim era quase impossível ver o Anakin dentro daquela roupa preta.

(SPOILER!!!) Aí, vem o choque: O Obi-Wan morre???!!!! Como assim!!!???? Fingi para mim mesma que era mentira e que ele ia voltar (de verdade, não como fantasminha!) nos outros filmes.

Mas como já disse, achei q o filme acabou muito rápido. Fiquei desesperada e mandei o Bruno ir buscar os outros dois pra assistirmos logo.

Continuei assistindo (agora O Império Contra-Ataca) e nada de conseguir visualizar o Anakin no Darth Vader, (SPOILER) e nada de o Obi-Wan ressuscitar! Aí aparece o Yoda louquinho da silva e pensei “mudaram a personalidade dele nos filmes novos, não é possível!”. Mas logo ele fica normal e eu me convenço que foi a solidão que fez isso com ele.

(SPOILER de novo...) E que final, hein! Colocar o home dizendo que era pai do Luke no fim do filme foi tacada de mestre! Fico imaginando que todo o mundo na época deve ter ficado desesperado pela saída dO Retorno de Jedi.

Bom, o Han Solo é o máximo, e o Harrison Ford o faz com maestria. (Mais SPOILER) Sabe que na cena em que ele está pra ser congelado, era pra Princesa Leia dizer que amava ele e ele responder “eu também”. Mas o Harrison Ford acabou falando “eu sei” e acharam que ficou muito melhor. Eu também! Condiz com a personalidade do Han Solo.

Vou resumir o último filme ao seu final. O Luke resolve que tem que trazer seu pai de volta do Lado Negro da Força, custe o que custar. Então, mesmo com aquela máscara preta, dá pra perceber a confusão que se passa na cabeça do Darth Vader quando o Lord Sidious começa a brigar com o Luke. Foi AÍ que eu reconheci o Anakin! Essa confusão de “De que lado eu estou? Quem é o bonzinho???” é totalmente Anakin Skywalker!!! E então, ele resolve tomar partido do seu filho e percebe que todo esse tempo ele esteve do lado errado. (Que lindo!!!) Falando sério, quando ele tira a máscara (e ele fica tão patético quanto em A Vingança dos Sith com aqueles cotocos queimados) e pede pro Luke contar pra Léia que ele ficou bonzinho, eu quase chorei.

Mas aí, no finalzíssimo, na festa de derrubada do Império, o Luke olha pro lado e estão os fantasminhas do Obi-Wan, do Yoda E... do Anakin!!!! Chorei! Chorei de soluçar! Adimito!

E parabéns ao George Lucas!


Ps.: Sr. Polo, me desculpe, mas minha cunhada me aparece com o box do IV, V, VI e EXTRAS. Não pude me conter. Aliás, você PRECISA assistir O Retorno de Jedi em DVD. Me liga pra combinarmos.


2.6.05

Boogeyman (O Pesadelo)

2005
Terror
Direção: Stephen T. Kay
Roteiro: Eric Kripke

"SOCORRO!!!
NÃO, NÃO, NÃO!!! Não, moço, NÃO."
É o que qualquer um, com o mínimo de bom senso deveria ter dito ao ler o roteiro. Mas, obviamente, não disseram. E pior, fizeram o filme.

Peço desculpas a quem gostou do filme. Aliás, é melhor nem continuar lendo, porque eu vou ser grossa, mesmo.

PUTAQUEPARIU!!!! Que filme horrível! Ganha (disparado) de Navio Fantasma. Por incrível que pareça (quem gostou de Navio Fantasma, me desculpe também). Fiquei com dó dos atores. Como eles deviam estar desesperados pra fazer um filme... Deve ter sido uma coisa a lá Joey.

A história é a seguinte: quando criança, o cara assistiu o pai ser engolido por um armário. Então ele fica louco, e aparentemente a mãe também. Anos depois, vivendo uma vida quase normal, num apartamento cujas portas (todas, inclusive de armarinhos de cozinha) foram arrancadas, recebe a notícia que sua mãe morreu. Aí, ele resolve enfrentar seus medos e vai passar uma noite na casa do armário engolidor de pais. Foi quando eu achei que a enrolação ia acabar, que o filme ia começar. Enfim, pensei que tinha salvação - porque já estava chato.

Aliás, se o filme fosse apenas ruim, é uma coisa, mas ele era terrivelmente chato também. Tentava pôr medo numas coisas totalmente absurdas. E ele continuou chato até o final.

Tem uma cena em que ele está olhando uns recortes de jornal na casa e resolve tirar o casaco e por no chão. Só que o casaco cai no chão em câmera lenta, com som de suspense e BUUUUMM ao bater no chão. PRA QUÊ??????? Fiquei esperando alguma coisa acontecer com o casaco, afinal ele fez BUUUUMM ao cair. Mas nada. Nada.

O filme ficava botando uma banca de suspense, mas não acontecia NADA!! Aí veio o final do filme e acabou. Ah, não... Esqueci de contar a melhor parte. Sabe quem engoliu o pai dele (entre outras pessoas)??? O BICHO-PAPÃO!! Claro!! Afinal, ele morava no armário...

Alguém pode me dizer pra que um bicho-papão, tradicionalmente conhecido por assustar criancinhas, iria levar um homem feito, o pai da criancinha???? (Spoiler) E a namorada (moça feita) do mocinho, e o tio da amiga do mocinho, e o tio do mocinho...

Saí do filme rindo (pra não chorar) e depois de um tempo perguntei: "Amiga-da-Kaiako, você entendeu o final?? Quê que tem a ver????". Segue então a resposta temerosa: (SPOILER!!!!!) "Eu acho que o Bicho-Papão foi criado por ele, era uma junção do casaco, com o boneco e a bola de energia (!!!!). Aí ele teve que destruir tudo pra matar o bicho". (Essas não foram as palavras exatas, mas é mais ou menos por aí) Quer dizer, o filme era menos ruim quando ainda não fazia sentido pra mim. Acho que meu cérebro se recusou a entender esse final.

Meu, o menino tinha tanto medo do bicho-papão que inventou um pra morar no quarto dele??? E aí ele (o bicho-papão) começou a levar as criancinhas da cidade, além do papai e, posteriormente, a família toda do mocinho. Claro... Muito bom...

SOCORRO!!!