7.10.05

Ringu 2

1999
Terror
Direçõa: Hideo Nakata
Roteiro: Kôji Suzuki (autor do livro), Hideo Nakata e Hiroshi Takahashi

Antes de qualquer coisa, queria pedir desculpas aos meus fãs. Realmente larguei tudo, me empolguei com as minhas férias. Mas estou de volta e vou fazer o possível para estar sempre com filminhos fresquinhos para vocês!

Bom, voltando ao filme, ou melhor começando a falar sobre ele... Depois de muito tempo, finalmente assisti Rigu 2. E posso dizer que me decepcionei um pouco com ele. Acho que me iludi pensando que todos os filmes de terror japonese eram ótimos e me dei mal.

Eu tinha assistido O Chamado 2, que é TOTALMENTE diferente desse japonês... Poderia-se dizer que é remake de Dark Water, mas não de Ringu 2. Comparando, o que não posso deixar de fazer, acho que em Ringu 2 a Sadako aparece muito pouco. E o Yuichi me deu muito mais medo do que o mulequinho dO Chamado 2. E apesar de não ter gostado do final de O Chamado 2, gostei menos ainda desse final... Tinha um lance com uma piscina que ficou muito viagem pro meu gosto.

Agora, deixando as comparações de lado, me decepcionei com esse filme porque ele tenta o tempo todo racionalizar o sobrenatural. Esse lance da água ralmente me deu......(????) bom, achei 'disgusting' (desculpa, mas não consigo achar uma palavra melhor que se encaixe ao meu sentimento).

Tem quem não goste, mas vou fazer uma breve sinopse do filme: Mai Takano (Miki Nakatani) resolve desvendar a morte de seu professor Ryuji (Hiroyuki Sanada). Ryuji morreu por causa da fita de vídeo feita pós-morte por Sadako. Mai começa a investigação procurando pela ex-mulher de Ryuji, Reiko (Nanako Matsushima) e seu filho Yuichi (o japonês sardento, Rikiya Otaka). E logo percebe que Yuichi começa a desenvolver os mesmos poderes de Sadako.

O filme tinha muito para ser bom. O Yuichi é realmente assustador e em muitos momentos dá um certo nervoso o fato de estar tão parecido com a Sadako. Porém a própria Sadako fica pra segundo plano, e eles tiveram a infelicidade de mostrar a cara dela - totalmente brochante!

Além disso o filme insiste em explicar a volta da Sadako e arranjar uma maneira prática de mandá-la de volta apar o outro mundo, mas reluta em deixar o sobrenatural para trás. Acabou se perdendo no meio do caminho...

Mas o pior é no final
(SPOILER). Durante o filme tem uma japonesinha que morre por causa da fita. Um jornalista promete pra ela que vai assistir a cópia, mas não assiste e ela acaba sendo mais uma vítima da Sadako. Aí o filme acontece e no final, no finalzinho mesmo (depois que a Sadako é mandada dessa pra melhor), o cara enlouquece porque a menina vem 'puxar a perna dele'. O que isso significa? Ela vai ser a 'nova Sadako'???? Isso é típico de filme americano... Que bobagem.