25.4.10

MEME: Beldades do Cinema

Com mais de um ano de atraso, finalmente me toquei que deixei para trás esse meme divertido que a Cecília, do Cenas de Cinema, me passou. A ordem é o seguinte: fazer uma lista com os atores que considero serem os mais lindos do cinema e, se for o caso, da tv.

Em ordem de beleza crescente, segue minha lista:


10. Ralph Fiennes



09. Jude Law



08. Antonio Banderas



07. Brad Pitt



06. Heath Ledger




05. Paul Newman



04. Joaquim Phoenix



03. Harrison Ford



02. Tom Cruise



01. Johnny Depp



Não vou repassar o MEME para ninguém, pois o tempo passou e já não sei quem já participou da brincadeira. Mas se alguém tiver a intenção de dar seguimento, me avisa nos comentários e eu colocarei o link abaixo.

11.4.10

John Tucker Must Die (Todas Contra John)





2006
Comédia, Romance
Direção: Betty Thomas
Roteiro: Jeff Lowell






A gente sabe que coisa tá ficando feia quando começa a fazer críticas de filmes que assistimos na tv aberta. O pior é que o danado do filminho me prendeu e eu, que precisava dormir cedo, fiquei assistindo até o final.

O típico garoto popular, John Tucker (Jesse Metcalfe), é chegado em passar conversa nas meninas da escola. Ele já havia desenvolvido a impressionante (?) habilidade de fazer com que nenhuma garota ficasse sabendo de seus outros casos concomitantes, mas, logicamente, sua sorte não durou muito tempo. Heather (Ashanti), Beth (Sophia Bush) e Carrie (Arielle Kebbel) são três de suas 'vítimas', garotas com personalidades opstas e que descobrem que estavam sendo traídas pelo seu amado desde... desde sempre. Elas se juntam à típica, mas bonitinha, looser Kate (Brittany Snow) e a convencem a ajudá-las a se vingarem de John.

Acho que o que chamou a minha atenção para esse filme foi a aparente intenção de ser um novo 10 Coisas que Eu Odeio em Você. Dentre as semelhanças, destaco inicialmente duas: usaram uma das principais músicas da trilha-sonora desse ótimo filme, e o mocinho Scott (Penn Badgley) também tem cabelo comprido - mas seu papel é tão insignificante que não consegui colocá-lo na sinopse! Porém, o fator mais importante, que co-relaciona os dois filmes, é o diferencial no roteiro. Assim como o 10 Coisas... (e todos os outros), Todas Contra John tem uma história extremamente previsível, mas nos dois casos, ela não é igual à de nehum desses outros filmes do gênero (ou, pelo menos, não que eu saiba). Foi o interesse pela história inédita que me fez ficar no sofá quando o filme começou, e foi o fato de a história se mostrar interessante que me fez continuar no sofá até o seu final.

Mesmo assim, Todas Contra John não é um filme com a qualidade de seu 'muso'. Já que estou comparando, senti muita falta de um enfoque um pouquinho maior no personagem Scott; os personagens, inclusive a protagonista, são muito mais rasos; e o casal principal Kate+Scott não provoca tanta empatia quanto deveria, nem o 'sub-casal' Kate+John. O longa tenta ser inovador, mas acaba não sendo tão diferente do que se esperaria de um filme com a sua classificação.

Eu procurei ver quais outros filmes a diretora já havia feito, mas, apesar de eu não imaginar que encontraria algum título interessante em sua lista, me surpreendi ao descobrir que ela fez 3 filmes conhecidos: Dr. Dolittle, 28 Dias e Only You. Uma coisa eu digo, nunca imaginaria que esses filmes tivessem um mesmo diretor. E me surpreendi mais ainda com Only You nessa lista, que é um filme que eu gosto bastante.

No fim das contas, não sei se valeu a pena ficar acordada por causa do filme, mas ele me fez lembrar de 10 Coisas que Eu Odeio em Você, um filme que marcou minha adolescência, o que já é um ganho por si só. Todas Contra John é um filme mediano, mas não é tão ruim como a grande maioria dos filmes adolescentes dos últimos, sei lá, 10 anos.