21.3.06

Amityville 2: The Possession (Amityville 2: A Possessão)


1982
Terror
Direção: Damiano Damiani
Roteiro: Hans Holzer (livro) e Tommy Lee Wallace


Me disseram que esse era um filme muito bom. Tão bom quanto Terror em Amityville. Conselho: nunca confie plenamente em sugestões lidas no orkut...

Sinopse: A família Montelli chegou de mudança na velha mansão de Amityville. Mas para não perder o costume, a bela casa resolve mexer os pauzinhos novamente. Dessa vez seu alvo principal será Sonny (Jack Magner), o filho mais velho de Anthony (Burt Young) e Dolores (Rutanya Alda). Só que o demônio da mansão não se contenta apenas em influenciar o rapaz, Sonny é possuído por ele. Sua irmã Patrícia (Diane Franklin) parece ser a única que percebe as mudanças de Sonny, tentando buscar no Padre Adamsky (James Olson) ajuda para trazê-lo de volta.

Na verdade, esse filme é quase uma cópia mal feita do primeiro (algo normal em seqüências). A maior mudança gira em torno da possessão do garoto, mas só consegue produzir cenas ‘chocantes’ e sem conteúdo.

Inclusive parece que o filme perde totalmente o fio da meada, a história se perde por completo em meio a essas cenas supostamente assustadoras, mas que na verdade não o são.

Nesse filme tudo acontece rápido demais; poderia ter acabado na primeira hora, pois o resto é pura enrolação. Logo no começo uma sucessão de coisas estranhas vai acontecendo na casa, até culminar na possessão de Sonny. Segue-se a isso a cena mais esdrúxula que eu já vi: Sonny, obviamente possuído, vai até o quarto de sua irmã e a seduz da maneira mais besta. O pior de tudo não é Sonny tentar se deitar com Patrícia, mas Patrícia aceitar numa boa e depois tentar me convencer que é a santinha do filme. Não... Isso não é o pior. Patrícia diz a Sonny, dias depois, que não se arrepende do que aconteceu! Eles são irmãos!!!!!! Alooou!!! Até a Sol de América é mais santa que essa menina...

Segue um spoilerzinho básico. Mas se você quiser ler, acho que não vai perder muita coisa, não...

Então, faltando ainda muuuuuito para o fim do filme, o rapaz mata todo mundo! Todo mundo, até a ‘santinha’! Mas o Padre resolve salvá-lo. E depois de uma ridícula cena de exorcismo (em que até a face do menino apodrece e cai), o filme copia deslavadamente o final de O Exorcista: o demônio entra no corpo do Padre!

4 comentários:

XTrobo disse...

Olá Thalita, tuo bem?
Puxa, não assisti o filme, mas me lembro que tinha uma casa com carinha...heheehehe!!!
Beijoss!

Diego disse...

Ô Talita!!!

Só por que ia assistir esse filme. Pelo menos o do porco ainda pode ver né? rsrsr

Agora tem que alugar outro com o Vardim pra ver, kkkk

Thalita disse...

"Do porco"???

Diego disse...

Sim... Não é esse que o Original de mil novecentos e guaraná com rolha tem um porco na Janela?

Ou Confundi os Filmes?