26.3.06

The Evil Dead (A Morte do Demônio)


1981
Terror
Direção: Sam Raimi
Roteiro: Sam Raimi



Um clássico do terror. Apesar disso, assisti pela primeira vez ontem. Resolvi assitir por duas razões: porque é um clássico do terror, e porque eu não dou ouvidos aos meus próprios conselhos... Me disseram que esse era bom, no orkut.

Sinopse: Ashley (Bruce Campbell), sua namorada Linda (Betsy Baker) e seus amigos, Scotty (Richard DeManincor), Cheryl (Ellen Sandweiss) e Shelly (Theresa Tilly) resolvem alugar uma cabana nas montanhas. No porão da cabana encontram um livro e uma fita, que ao ser ouvida por eles, libera um mal adormecido no local. Um a um, os jovem são transformados em zumbis, restando apenas um que deverá sobreviver a essa noite de horror.

Resumindo: não, não gostei... Não mesmo! Mas é um clássico, é o segundo filme do Sam Raimi (seu primeiro filme foi escrito, produzido e dirigido por ele: Within The Woods, de 1978). É gore, muito gore, e pra quem gosta, The Evil Dead é um prato cheio!

Eu posso estar sendo muito dura com o filme, posso ter sido influenciada pelos efeitos especiais de péssimo gosto e tudo mais, mas ainda tenho muita dificuldade em aceitar que esse possa ser um filme bom. Claro que devemos levar em consideração a época em que foi feito e o baixíssimo orçamento que levaram Sam Raimi a usar massinha de modelar para fazer os efeitos especiais. Também tenho que levar em conta que na época, as pessoas realmente se assustaram com o filme, que de certa forma trouxe coisas novas para o cinema de terror. O problema é que hoje ele já não assusta nem moscas (diferente de “outros filmes” também de baixo orçamento E ainda mais antigos que metem medo até hoje – preciso dizer de que filme estou falando)...

Bom, estou até agora sem entender porque diabos aqueles personagens jumentos se preocupavam tanto em trancar as portas se as janelas ficaram abertas (ou quebradas) quase o filme inteiro. Inclusive, eram janelas enormes, fechadas apenas com as frágeis folhas de vidro que se espatifavam o tempo todo. O ‘mal’ entrou pelas janelas no mínimo duas vezes e ‘zumbizou’ duas personagens dessa maneira, e mesmo assim ninguém se preocupava em fechar as folhas de madeira das janelas. Super lógico! Todas as janelas imensas abertas e quebradas, os zumbis entrando por elas e o mocinho desesperado em fechar as portas (pior: ele ficou tranqüilo depois que fechou as portas)!

Isso sem falar no ataque dos cipós malditos, que até estupraram a coitada da moça. Pensando bem, coitada nada, ela é que foi burra de sair sozinha pela floresta no meio da noite porque ouviu um barulho lá fora! Se EU tivesse ouvido um barulho lá fora, não sairia sozinha nem que me pagassem (e fecharia as folhas de madeira das janelas!!!!).

De qualquer forma, The Evil Dead já não é mais assustador, é apenas nojento. A trilha sonora é ruim de dar dó e os efeitos especiais... bem, já falei sobre eles, é melhor não me alongar mais nisso. O som também é bem ruim, dá pra perceber que foi dublado depois (praticamente todos filmes o são, mas não é para a gente perceber, né!). Mas pra quem gosta de terror gore, está mais do que indicado.

Parece que o Evil Dead 2 é quase igual ao primeiro, mas melhorado. Acho que vou me arriscar a assistir um dia desses.

7 comentários:

Rick Lima disse...

Bom, cá estou eu de novo. Ok, você pegou pesado com Evil Dead. Ok, o filme é muito nogento. Mas não chega a ser ruim. Sério. Primeiro: Sam Raimi era um estreante na época do lançamento. Os caras não tinham um pingo de dinheiro e, alô, eram os anos 1980. Deve-se levar isso em consideração. O dois e três não se levam a sério, são mais comédia de humor negro do que, bom, terror (!). E este foi o primeiro filme de Sam Raimi, não o segundo. Ah, o cara dirigiu os 2 Homem-Aranha, merece pelo menos um pouco de consideração. Procure meus comentários abaixo de seus comentários. BJO.

Thalita disse...

Realmente, Rick, Homem Aranha é legal, principalmente o 2, mas isso não é desculpa!! hehe
Já vi filme velho e nojento bom, mas esse realmente não me agradou. Mas eu dou um desconto, afinal, como vc disse, eram os anos 80...

Thalita disse...

Para não gerar mais dúvidas, Sam Raimi dirigiu seu primeiro filme em 1977 e se chama It's Murder!.
O primeiro filme que ele dirigiu/produziu/escreveu foi, como eu disse Within the Woods em 1978.
E, antes de dirigir/produzir/escrever The Evil Dead, ele ainda dirigiu um outro filme chamado Clockwork, em 1978.

Fonte: http://www.imdb.com/name/nm0000600/

Anônimo disse...

O filme é bom sim, assuta toda hora e lhe deixa tenso a cada instante. O diretor soube aproveitar o baixo orçamento. Os efeitos especiais de massinha são legais e deixa um clima de algo sobrenatural que é o objetivo de um filme de terror.

Anônimo disse...

na verdade o problema das janelas é proposital, pois se prestar atençao esse filme é uma critica a filmes de terror onde coisas do genero acontecem o tempo todo.

Anônimo disse...

Olha só! Eu vi este filme quando era garoto, tinha uns 12 anos, hoje estou com 29 anos, e estou a procura desse filme, pois quero muito rever-lo! Realmente, até hj é o melhor filme de terror q vi, pois lembro até hj! Tirando este sobra ainda a hora do pesadelo e o exorcista. Adorei estes filmes!

tha disse...

Anônimo I, tenho que concordar com vc sobre os efeitos de massinha. Apesar de tosquíssimos, são bem legais mesmo!

Anônimo II, isso que vc disse muda praticamente tudo! Começo a ter mais simpatia por esse filme!

Anônimo III, realmente The Evil Dead marcou uma geração. Um clássico inquestionável. Eu gosto muito de A Hora do Pesadelo. Mas, dentre esses que vc cita, o melhor é O Exorcista, sem sombra de dúvida!

Depois de alguns anos, de ter revisto o filme e etc, hoje já tenho uma visão bem menos rigososa sobre The Evil Dead. Acho que se o revisse agora e escrevesse um novo texto, ele sairia muito diferente do que está aqui publicado. ^^