3.6.08

Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull (Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal)


2008
Ação, Aventura
Direção: Steven Spielberg
Roteiro:
David Koepp, George Lucas e Jeff Nathanson





Lembra quando eu estava falando que eu queria ser imparcial ao falar de Donnie Darko? Bom, dessa vez eu não quero ser imparcial. Nesse caso, como disse o Rick Lima, que se dane a imparcialidade. Pois, para quem não sabe, um aviso: eu adoro Indiana Jones!!!

Indiana Jones (Harrison Ford!!!!) está de volta, e dessa vez sua busca é por uma lendária Caveira de Cristal que concomitantemente está sendo procurada pelos russos. Como de costume, Indy foi novamente envolvido na história por ser um estepe. Os russos já haviam sequestrado o verdadeiro especialista com relação a lenda, o Professor Oxley (John Hurt), mas um forte motivo os obrigou a procurar outra pessoa para chantagear. Mas não só os russos precisam do Dr. Jones para essa aventura, um rapaz chamado Mutt (Shia LaBeouf) também o procura à pedido de sua mãe: nada mais, nada menos que Marion Ravenwood (Karen Allen!!!!!!!!!).

Ah, gente!!!!! Não dá!!! Eu posso só ficar aqui falando como esse filme é o máximo, ou como o Indiana Jones é o máximo, ou como o Mutt é o máximo, ou como a Marion é o máximo, ou como...? Posso? Posso?

Pois bem. Esse filme é o máximo!!!!!!!! Claro que perfeito ele não é. Achei um pouco mais absurdinho que os outros, tem um leve problema com geografia, e o título, apesar de condizente com a trama, é muito breguinha, né! Mas... esse filme é o máximo!!!!!!! Só me fez virar ainda mais fã do Spielberg e do George Lucas! O filme está muito engraçado (de longe, o mais engraçado dos quatro), a história é ótima, tem a Marion (!!!)...

Eu lembro que inicialmente foi divulgado que o roteiro tinha o Sallah - interpretado por John Rhys-Davies (o "Brutus" simpático que aparece no 1° e no 3° filme), além de, claro, o Dr. Henry Jones - por Sean Connery. Porém, nenhum dos 2 atores entrou para o elenco e o roteiro precisou ser levemente modificado. Além disso,
Denholm Elliott, que interpretou o Dr. Marcus Brody (o professor meio atrapalhado) no primeiro e terceiro filmes, já havia falecio em 1992*. No lugar do Marcus apareceu outro professor na faculdade, vivido por Jim Broadbent; no lugar do Sallah apareceu um outro companheiro para Indiana Jones; e no lugar do Dr. Henry Jones, ficou o Professor Oxley. Mas gente, essas mudanças são especulação minha, viu. Nada oficial. O fato é que os papéis dos novos personagens parecem mesmo se encaixar no que poderiam ser os papéis dos antigos. E, apesar de ter ficado tudo muito bom, e de eu gostar muito do Jim Broadbent e do John Hurt, eu acho que teria sido fantástico rever, principalmente, o Marcus e o Sallah, assim como o Dr. Henry Jones na telona.

Bom, ação é o que não falta nesse filme. Não há um minuto de sossego, a gente ri a rodo e fica vidrado na tela para ver o que é que vai acontecer a seguir. A vilã russa, de Cate Blanchett, é perfeita (muuuito melhor que a loira aguada do terceiro filme). Soube que a Cate chegou a dizer que ela queria era ter feito o papel do Indy, mas, como isso não ia ser possível, ela ficou muito feliz em ser a vilã!

Falando nisso... O Indiana Jones é o máximo!!!!!! O Harrison Ford conseguiu superar os visíveis problemas de idade (ou seja, ele tinha muita) e rejuvenesceu uns 20 anos (porque, né! ele estava decrépito pouco antes de começarem a falar sobre filmarem essa quarta parte!). E novamente ele é o Indiana Jones. Não havia a menor dúvida de que aquele que eu via na tela era um arqueólogo cheio de banbanban, mesmo depois de terem se passado uns 15 anos desde sua última aventura.

Ah, mas o Mutt também é o máximo!!! Quando eu vi o Shia LaBeouf em Transformers eu o aprovei no ato. Esse menino vai estar à altura de ser o filho do Indiana Jones, pensei. Só que esse menino cresceu e me deixou de queixo caído. Ele não esteve à altura. Ele esteve per-fei-to! Ele fez o tipo machão fofo, se é que isso existe, e não tinha filho mais legal para o Indiana Jones ter! E, melhor, com quem ele teve!!!!

Pronto, chegamos onde eu queria. A Marion é o máximo!!!!!! Ela é e vai continuar sendo a mocinha mais legal de todos os Indiana Jones, na verdade, de todos os filmes de aventura ever! Ela é durona, ela sabe beber, ela é lindona, brava e a mais fofa!!! Não há dúvidas, se existe um personagem de filme que um dia eu sonharia em ser, taí, a Marion. Mas eu senti falta dela, queria ter visto mais Marion. Ficou faltando ela aparecer bebendo!!

Enfim. Venham fãs do bom cinema de 80. Venham fãs de Indiana Jones. Deliciem-se nessa aventura que recria tudo o que o cinema tinha de bom e que fazia tempo que não se produzia mais. Sem falar nas inúmeras homenagens que Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal faz aos seus filmes precedentes. É de encher os olhos de lágrimas.




* Foi o bloggeiro Daslei (vulgo Owtlaw) quem fez o grande favor de me avisar dessa perda. Uma perda irreparável, o Marcus faz tanta falta... Mas, obrigada, Owtlaw, pela atenção!

11 comentários:

Johnny Strangelove disse...

o maximo ... não é ... Tha ... um filme realmente obrigatorio para quem gosta de uma ótima aventura e diversão garantida ...

pink disse...

Thaaa!!! eu assisti pensando em vc!!! e estava esperando ansiosa pela sua critica! que bom que ela veio rapidinho! bjos

Isabela disse...

Uns adoraram, outros odiaram. Espero que eu goste bastante!

disse...

Esse filme realmente é o máximo!!!!
Quando Harrison Ford aparece pela primeira vez no filme tive vontade de aplaudir, levantar, gritar 'iu-huu'... rsrs
Ai que delicia relembrar minha adolescencia com esse herói maravilhoso!!!!

Sandro Cavallote disse...

Cara... de tanta critica ruim tava até desistindo de ver esse na telona... mas agora vou ter que me esforçar... :)

outlaw_n disse...

Oi, antes de tudo, adorei o site!
quanto ao filme em si, realmente ele é o mais "extravagante", por assim dizer, muitos absurdos acontecem a torpe e a direita, mas releva-se, é o INDY, não tem como dizer que não.
Quanto ao Marcos Brody (o curador do museu), infelizmente o ator morreu em 1992, por isso que colocaram várias homenages ao personagem como estátuas e quadros (se bem que o reitor da universidade consegue "tampar o buraco muito bem"). Quanto Dr. Henry Jones Primeiro, acho que ainda vai voltar à série porque como diria um amigo meu da policia #spoiler# Sem corpo sem morte #spoiler#.
Continue assim, com um ótimo blog!

Rick Lima disse...

Tha, a Marion não bebe. Em compensação salta com um carro anfíbio de um precipício (!) sem saber onde vai cair (!!). Pois é. Ah, nosso amigo Outlaw_n acha que Jones Pai volta num quinto filme. Não. Sean Connery disse que não sai de sua aposentadoria por dinheiro nenhum. Eu gostei, mas... Leia minha crítica no meu novo Blog.

Anna Ingrid disse...

é, como eu disse na minha critica desse filme "e saí que o roteiro é um pouco absurdo?Quem se importa? Quando Indy coloca o chapéu, tudo de mais extraordinário pode acontecer". E o bom é que acontece. Posso te favoritar moça, meu blog agora também fala de cinema, ainda timidamente, mas com paixão. E como eu te achei procurando pelo meu amado Price, a gnt tem mt em comum...
Bjs

tha disse...

Uau! Nada como falar de um filme super esperado que ainda está em cartaz!!! hehehehehe Qta gente!

Ai, gente, eu sou fã do Indy desde pequenininha. Meu pai tinha gravado os três filmes pela Globo, dublados. Eu sabia as falas do primeiro filme decor... Hj não mais, pois o tempo não me deixa mais assistir tanto qto antigamente. Mas irei corrigir isso um dia! hehehehe

Na verdade, ser fã do Indiana Jones podia ser tanto bom, qto mau para esse novo filme. Eu poderia criar tantas espectativas que ele não conseguisse equipará-las e eu ficaria revoltada e etc. Por sorte não foi assim, pois o filme superou minhas espectativas! Como disseram a Rê e a Anna Ingrid, qdo o Indy aparece, e qdo põe o chapéu... hehehe O mundo pára!!!! Ai ai...

JP, demorei uns três dias para entender o q vc tava querendo dizer. Finalmente consegui! hehehehe Bom, se vc diz q é obrigatório e é diversão garantida, já tá perdoado. hehehehehehe

Sandro, assista. Mesmo que seja para vc não gostar, pois tem mais chances de vc gostar vendo ele na telona. Se vc não gostar dele no cinema, não vai gostar de jeito nenhum. Qto ao pessoal falando mal do filme, juro que ainda não tive o desprazer de me deparar com isso. Ainda bem! hehehe

Outlaw, menino! Onde é que eu tava que eu não sabia que o Denholm Elliott já tinha falecido?! E em 92!!!! Putz, vou mudar no post e te dar os créditos pela informação. Muito obrigada, viu! Já o Sean Conery, concordo com o Rick, acho que ele não volta... snif. (Aliás, Rick, a Marion é o máximo mesmo!!!! hehehehe)

beijos a todos!!!

(ps: Pink... q saudade de vc... até dói!)

Johnny Strangelove disse...

Poxa Tha ... ahahahah
mais atenção menina!!!!


um grande abraço e xero!

Aysha disse...

esse filme eu achei muito bom, adorei a parte em que eles entram em uma sala com muitas peças antigas, de várias idades, queria saber muito de onde é uma estátua que está do lado da porta onde está os esqueletos? parece uns rostos sorrindo, meio asteca e tal, se alguem souber , poste de onde são por favor!!!!